<$BlogRSDUrl$>

17.5.04

Que seria de nós sem o Crítico? 

Que seria dos músicos sem o ouvido apurado do Crítico?
Almas perdidas em labirintos de desafinação
Tropeçando nas notas erradas do caminho.
Orfãos de regras, censura e admoestação,
Mas também de incentivo, êxtase e carinho.

Que seria dos críticos sem ninguém que os vigiasse?
Vaidosos, preguiçosos, pedantes, hesitantes,
Alucinados, acomodados, sorridentes, dementes?
Seres afogados em pseudoerudição,
Cegos de ignorância ou surdos de emoção?

Que seria de mim sem este Amigo?

Vasco Garrido

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?