<$BlogRSDUrl$>

2.3.04

Nota sobre Sanguinetti e Scodanibio, no DN, a ler. Só faltou explicar o nível virtuosístico de Scodanibio, que tirou as mais impressionantes sonoridades do contrabaixo, percutindo todo o instrumento, preparando cordas com grampos, utilizando o arco em várias posições não convencionais, tocando entre os dedos e a cravilheira. A paleta sonora do contrabaixista foi deslumbrante e vastíssima. Ouvir o poeta e o contrabaixo, com imagens de Enrico Baj, foi uma experiência inesquecível. Não fomos à estreia de Werther no S. Carlos porque considerámos que Sanguinetti em Lisboa ultrapassava todas as outras prioridades. Incondicionalmente.

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?