<$BlogRSDUrl$>

15.12.03

Anda tudo a discutir o Saddam e ninguém se apercebe que é Natal! Amanhã concerto na Gulbenkian, canto, a não perder Michael Shade e a Bela Moleira de Schubert. Quinta e sexta a já esgotada semi-oratória de Natal de Bach, apenas as três primeiras cantatas das seis que constituem a obra. O carismático e imprevisível Michel Corboz dirige. Já adorei, já abominei, agora tenho tolerado. Mas tem algumas manias de velho caturra e sem nexo nenhum, exemplo: intervalo da paixão segundo Mateus de Bach depois da ária do contralto e não entre a primeira e segunda parte!
Impossível arranjar bilhetes, esgotadíssima!
Sobre grandes obras partidas às postas e tocadas em prestações suaves: é que o público pode maçar-se com música genial durante demasiado tempo...

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?