<$BlogRSDUrl$>

3.10.03

Dedicado ao post "Das boas..." de 30 de Setembro! 


Dedico este soneto lindo de Bocage ao blogue Desejo Casar, em particular às desventuras de CMC junto de uma pensão de má fama, em que devido à sua distracção se pôs a dizer adeus a um rapaz que da janela acenava. Ao contrário do genial sadino parece que CMC fugiu a sete pés.


Pela rua da Rosa eu caminhava
Eram sete da noite, e a porra tesa;
Eis puta, que indicava assaz pobreza,
Co'um lencinho à janela me acenava:

Quais conselhos? A porra fumegava;
"Hei de seguir a lei da natureza!"
Assim dizia e efeituou-se a empresa;
Prepúcio para trás a porta entrava:

Sem que saúde a moça prazenteira
Se arrima com furor não visto à crica,
E a bela a mole-mole o cu peneira:

Ninguém me gabe o rebolar d'Anica;
Esta puta em foder excede à Freira,
Excede o pensamento, assombra a pica!

Manuel Maria Barbosa du Bocage

CM


Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?