<$BlogRSDUrl$>

16.9.03

Surpresas pós viagem 

Uma surpresa Cristovão de Moura.

Partilho a ideia clara e evidente sobre a dinastia triste e infame dos Braganças, dinastia de bastardos de um bastardo, como dizia Oliveira Martins, filhos bastardos do mestre de Avis. Traidores múltiplos de Portugal, desde o Afonso fundador (o primeiro bastardo da dinastia destes rústicos), Braganças traidores de D. Pedro das sete partidas, aos vendidos aos reis católicos, duques feitos por D. Pedro, que logo mataram sordidamente. Recordo os, já então, reis imbecis do século XVIII, acabando em loucura e na idiotia de um João VI, na vaidade de pateta alegre de Pedro (o traidor do Ipiranga) e na boçalidade alvar e cavalar de Miguel, na apatia de D. Maria II terminando de forma trágica na piolheira de D. Carlos, que mesmo assim ainda foi um pouco melhor que os restantes. Braganças que acabaram com a ideia de Portugal de D. João II. Braganças que legaram um Portugal beato e deprimido. um Portugal dependente de Inglaterra e de estrangeiros, devido à incapacidade e à ignorância a que reduziram as elites de um povo orgulhoso e combativo.

Desdenho, no entanto, do elogio de um traidor, de um Cristovão de Moura, desdenho por ser indomitamente português, porque Filipe IV, que reinou depois de Cristovão de Moura ter morrido, era um imbecil ainda pior que a maioria dos Braganças, como se provou bem provado. Porque o Conde Duque queria retirar aos cidadãos deste país os direitos a que sempre tiveram.

Não entro em polémicas, mas o pior que me poderia acontecer era falar hoje castelhano, sem direito a dizer os VV como deve ser, ou incapaz de falar em alemão, árabe, francês ou sequer inglês devido à fonética rude e campónia do espanhol. O pior que me poderia acontecer era escutar os gritos histéricos de uma castelhanha ruidosa... Enfim, só esse facto me leva a chamar a esse Cristovão de Moura um traidor, bem pior que Miguel de Vasconcelos. Os Habsburgs legaram-nos o retardado, o delirante moço Sebastião de Alcácer Quibir, se tivessemos os últimos espanhóis dessa raça maldita a nossa ruína ainda seria maior.

Assim sendo, e tendo gostado muito do Blogue do P. Gomes, acho-o um blogue com um nome de traidor ao Portugal de D. João II, rei que mandou matar, ou matou com suas mãos, sem apelo, e com muita honra os miseráveis ascendentes dos que depois ocuparam o poder até hoje.
Sendo assim, não, por muito que me agrade o que diz, a inteligência com que o faz, o Blogue do P. Gomes é apenas isso: uma coisa com o nome de um vendido.


CM


Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?