<$BlogRSDUrl$>

5.7.03

Abelaira Morre 


As letras portuguesas mais uma vez de luto, um luto continuado, pontuado aqui e ali por momentos mais tristes...
O halo esvoaçante e risonho de cabelos de prata, que tantas vezes contemplei no caleidoscópio, fumando e escrevendo, olhando daquele primeiro andar as árvores, os silêncios, os azuis e os amigos que o visitavam em fins de tarde em café de livro de Cardoso Pires, já não está entre nós, mas os seus livros, os artigos do Jornal de Letras, continuam a marcar o seu tempo, um tempo de inquietações e revoluções.

CM

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?