<$BlogRSDUrl$>

13.6.03


Parabéns a Nelson Matos e outros comentários sobre o meu Blog


Nelson Matos: por não ter acabado com o seu Blog, hoje li e até gostei, dá a impressão que leu o meu texto. Está mais descomprometido e mais descontraído, o texto está cuidado, as ideias mais claras. A crispação é inimiga da razão.

Acho que ando demasiado umbiguista, já o José Manuel Fernandes anda a vestir melhor, será um consultor de imagem que o Belmiro contratou para dar apoio aos rapazes, ou anda a ler o meu Blog? Espero um editorial rápido. Ontem na SIC notícias já se apresentou com blazer azul escuro, camisa em tons azulados e gravata encarnada, até parecia uma gravata de forcado. Parabéns ao crítico de moda pela sua melhoria de imagem, afinal se os juízes não podem aparecer de "tshirt", um director de um jornal terá também de parecer bem. Sugiro um Head and Shoulders e um bom barbeiro, assim poderá ser mesmo vir a ser um ditador dos costumes.

Sobre o email a protestar contra os poemas do Botto e do Bocage, caro Jorge Alves, digo-lhe que talvez tenha razão, mas que quer, eu prefiro ser politicamente incorrecto, e não pode negar, aquilo é poesia da boa. Por isso mesmo não resisti, irónico não é? Eu que não vou à bola com este neo modernismo de achar que quem não é gay não é artista, ou não é moderno. A colocar poesias em que os autores se assumem descaramente, e de forma chocante, adeptos de actos sexuais com menores. Não, não é uma apologia, é antes pelo contrário uma relativização. Mesmo o abjecto pode ser alvo da arte. Desculpem os mais sensíveis as poesias.

Finalmente algo que me meteu medo! Sou lido em Viseu! O meu post sobre o concurso de bigodes de Viseu mereceu um simpático email da directora do Museu Grão Vasco, afinal sou mesmo lido! Insurge-se pelo facto de, esta directora, não ter estado presente no referido concurso de bigodes! Peço desde já autorização à directora para publicar aqui o seu email. O que me mete medo é simples, o que eu escrevo aqui distraidamente, em casa fumando um charuto, pode ser lido por muita gente, gente que eu não imagino que me lesse. Obrigado directora, por me enquadrar. E desculpe a alusão, aliás divertida, que lhe fiz. Mil perdões pelo facto de poder pensar que o seu bigode estivesse na compita com bigodes afamados de todo o país real.

Crítico



Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?