<$BlogRSDUrl$>

22.6.03

O século XVII 

A música do século XVII. cada dia que passa descubro mais. Período de descoberta, de invenção. O maneirismo, o primeiro barroco. Cada dia mergulho mais neste século esquecido: Monteverdi, Schütz, Caccini, Couperin, Gaultier, Marais, Gallot, Du Fault, Forqueray, Marazzoli, Vitali, Falconiero, Navas, Gabrieli, Gesualdo, Charpentier, du Mont, Landi, Mendes, Lobo, Lourenço... Vou dizendo, repetindo, ouvindo. Cada dia que passa afasto-me do classicismo, cada dia que passa esqueço esse romantismo limitado e castrador que nos deu uma moral burguesa e repugnantemente hipócrita. Cá estou, domingo, como tantos outros, ouvindo e escrevendo, auscultadores. Começou por ser obrigação, hoje é mais que paixão. Cada dia que passa percebo-os mais, como o nosso pensar se afastou, como eram diferentes, mas sensíveis, inteligentes, como articulavam as frases e se enquadravam. Não, não posso olhá-los pelos nossos olhos. Odeio o computador que me afasta de Frescobaldi, tenho de desligar isto e ir para o teclado, mergulhar na paixão de tocar, apagar as lâmpadas e acender velas. Um desvario de amor. Tenho de aprender a tocar alaúde, é urgente.

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?