<$BlogRSDUrl$>

25.6.03

Mais cinco poesias minimais 

Sem orgulho
Come o arroz:
O gorgulho.

Dizia, "amanhã: és meu!"
Passou o dia...
No fim o Sol morreu.

Ociosos feriados,
dias ardentes
Que morrem amados.

Bebi a verdade,
Quando bebia
No dia da liberdade

Eu quero escrever poesia,
Rápida, de jacto
Mas fugiu-me a fantasia.

CM

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?