<$BlogRSDUrl$>

28.5.03


Palavras, poetas, leitores e o mundo

Trombetas de Jericó clamam:
por todos aqueles que te saúdam,
lembram à Orbi os que amam
as linhas pretas escalavradas,
Mós, que a todos mudam,
em rochas duras talhadas,
são assim as palavas amadas:

Ideias em turbilhão, sempre sentidas,
mostram um estranho, mas belo fundo.
Angústia trágica que penetra
nas feridas da imortalidade, doridas.
Asceta na forma, conteúdo de poeta:
é assim a roda do mundo.

Arquivos

This page is powered by Blogger. Isn't yours?